09/02/2016

ANTIGO FRIGORIFICO SERRANA DE TUPANCIRETÃ ESTA PRÓXIMO A UMA DEFINIÇÃO POR PARTE DO GOVERNO DO RS

    
Após o fechamento na década de 80 do século passado várias tentativas foram feitas para reativar a majestosa planta frigorifica que desde a sua inauguração muito ajudou o crescimento econômico e social dos Tupanciretanenses e na visão futurista e correta do  empreendedor e saudoso Presidente Severo Correa de Barros
poderia  ter um avanço por mais 20 décadas com a industrialização da carne, mas infelizmente não foi a frente a apos o período deste empreendedor a "Serrana" só definhou vindo o seu patrimônio a ser corroído por muitos fatores restando hoje na PLANTA FRIGORIFICA constatamos e existência  de uma pequena parte das 600 hectares do complexo frigorifico (campos, mangueiras, matadouro, refrigeração, vagões férreo e exportação) que é propriedade do Governo do Estado do RS e que deverá, pela crise financeira atual, dar uma destinação final ao imóvel e de preferencia promova algum desenvolvimento ao município de Tupanciretã.
    Eu, Luis Afonso, já acompanhei alguns momentos dos anos 90 à 2016 e várias tentativas foram feitas, lembro de um grupo Argentino que deu um inicio mas não avançou, depois   com Grupo Empresarial  local que trabalhou por alguns anos recebendo incentivo de isenção de imposto para gerar empregos.
   Esta planta frigorifica era, nos anos 70, de ponta na América Latina, mas hoje não, prédio na vertical e com rampa para o animais subirem até o 5º piso é considerado um atraso para saúde dos animais que repercute direto na qualidade da carne. Hoje o correto é na horizontal, mas talvez uma adaptação com abate no térreo e elevação até o 5º visto que a sala de matança está conservada. 


Também se considera e existência de  um bom numero da câmaras de resfriamento e congelamento que estão prontas para funcionar com o seu sistema térreo regular (sala comando e controle).


   A crise pecuária é vista, a população aumenta e precisa de proteína para se alimentar mas a competição é grande com outros estados da federação e um caminho produtivo devemos almejar.
    A Administração do Município de Tupanciretã na pessoa do Prefeito Carlos Augusto Brum de Souza - Guga (PP) vem trabalhando junto ao Governo do RS através de frequentes reuniões com o Secretário Ernani Polo com objetivo de encontrar um caminho salutar que segue em duas frentes:                                                                                                        1- Área ocupada a muitos anos que foi dividida em terrenos e construções por munícipes que precisa ser regulamentada e que o próprio município possa investir na melhor infraestrutura da região do Bairro do Frigorifico.                                                                                                   2- Planta restante (mangueiras, área de terra restante e a própria planta) o que explorar e quem explorar dentro das condições existentes
3-  UNIDADE de produção de Champignos (pleno funcionamento e sem incentivo) que gera mais de 25 empregos em período normal de produção.

Acervo de imagens do passado:
Mangueiras iniciais anos 50 hoje resiste o tempo com mangueiras com tubos em material galvanizado

Período do charque americano 





Aviões da Varig que transportavam charque para o Rio de Janeiro
 

Química Virginia Marconatto e os zelo pela qualidade dos produtos para exportação


Este "S" criado pelo artista "Tasso Prestes" rodou mundo levando a imagem de Tupanciretã







Outras matérias e imagens já publicadas sobre frigorifico:

http://luisafonsocostatupan.blogspot.com.br/2010/06/tupancireta-frigorifico-serrana-parte1.html
http://luisafonsocostatupan.blogspot.com.br/2010/06/tupancireta-frigorifico-serrana-parte.html
http://luisafonsocostatupan.blogspot.com.br/2014/10/cooperativa-rural-serrana-e-o.html
http://luisafonsocostatupan.blogspot.com.br/2012/11/tupancireta-do-charque-carne-resfriada.html
http://luisafonsocostatupan.blogspot.com.br/2010/12/tupancireta-82-anos-de-emancipacao-e.html
http://luisafonsocostatupan.blogspot.com.br/2011/02/soja-o-grande-marco-economico-de.html
























Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado, sua opinião ou comentário é bem vinda.